Tratamentos oferecidos

Tratamentos oferecidos

Osteopatia

Osteopatia é uma especialidade da Fisioterapia que usa manobras manuais para curar diversas condições.

Osteopatia Pediátrica

Toda metodologia diferenciada e especializada da Osteopatia pode ser utilizada no terreno da pediatria.

Osteopatia na Gestação

O tratamento Osteopático durante a gestação pode ser de grande ajuda para  diminuir a possibilidade de dores.

Fisioterapia Preparo de Parto

A abordagem da fisioterapia no preparo para o parto deve ser individualizada para a realidade de cada gestante. 

Fisioterapia Uroginecológica

A desarmonia do sistema uroginecológico da mulher pode resultar em alterações que prejudicam a qualidade de vida.

Veja abaixo uma divisão didática frente a uma visão global e integrativa do organismo.

 

A Osteopatia não tem restrição de idade e pode contribuir para o tratamento de uma vasta gama de condições. 

 

Osteopatia é 
uma especialidade 
da fisioterapia que usa manobras manuais para devolver a mobilidade
dos tecidos do organismo, 
e assegurar seu
funcionamento
mais eficiente.

A Osteopatia é um sistema de cuidados primários à saúde, com filosofia e metodologia própria, que pode atuar independente ou complementarmente com outras práticas de promoção à saúde (medicina, odontologia, fisioterapia, psicologia, etc.).

 

A Osteopatia visa reestabelecer a função das estruturas e dos sistemas corporais através da intervenção manual sobre os tecidos do organismo proporcionando, assim, melhores condições de funcionamento do corpo.

 

A Osteopatia apresenta um leque de testes diagnósticos
e técnicas criteriosas para, praticamente, todas as estruturas do corpo humano podendo atuar, de maneira segura, sobre todos
os sistemas corporais. Osteopatia pode ser dividida, em termos didáticos, em três grandes grupos:

1. Osteopatia Estrutural

Está relacionada com as disfunções do sistema músculo-esquelético e tem como principal foco de trabalho as dores do corpo.

 

Atua desta forma principalmente nos tecidos: ligamentar, muscular, tendíneo, articular, nervoso e fascial.

 

Para atuar sobre cada tecido pode valer-se de um grande número de técnicas com repercussões distintas sobre cada estrutura.

2. Osteopatia Visceral

Está voltada para o bom funcionamento sistêmico do corpo, ou seja, lida com as relações entre as vísceras, sistema nervoso central e o sistema estrutural.

 

Tem como principal foco de tratamento as alterações viscerais e sistêmicas. As técnicas podem ser realizadas diretamente sobre as vísceras, fáscias que as sustentam e/ou reflexamente através da estimulação e normalização dos centros simpáticos e parassimpáticos.

 

Na visão osteopática essas alterações viscerais podem ter como origem desordens no sistema nervoso autonômico, no sistema hormonal, vascular ou mesmo no sistema muscular-esquelético. 

3. Osteopatia Craniana

É o estudo da anatomia e fisiologia do crânio e suas inter-relações com
o organismo em sua totalidade.

 

Se relaciona principalmente com o sistema neurovegetativo, nervos cranianos e o livre trânsito de informações neurológicas por toda a extensão da coluna vertebral até o sistema nervoso central (cérebro, tronco cerebral e cerebelo). 

 

Osteopatia Pedriátrica

Toda metodologia diferenciada e especializada da Osteopatia pode ser utilizada no terreno da pediatria.

 

Como  procuramos viabilizar melhores condições de funcionamento para o organismo, a Osteopatia pode pode atuar com eficiência e segurança como poderoso auxiliar no tratamento de dificuldades de amamentação, refluxo, cólicas, prisão de ventre, dificuldades de sono, agitabilidade, torcicolo congênito, plagiocefalia (cabecinha torta) e muitas outras condições que, muitas vezes, estão presente do nascimento ao desenvolvimento de nossos filhos.

 
 

Osteopatia na Gesta​ção

Durante o período gestacional o organismo da mulher passa por muitas mudanças físicas e hormonais. A combinação disso com o crescimento do bebe no útero pode, muitas vezes, sobrecarregar o corpo gerando quadros de desconfortos e dores. O tratamento osteopático durante a gestação pode ser de grande ajuda para que o organismo passe por tantas mudanças de forma mais eficiente e mais harmônica, diminuindo a possibilidade de dores. Além disso a osteopatia pode contribuir para garantir uma boa mecanica da pelve possibilitando um parto mais eficiente, repercutindo assim, também, na saúde do próprio bebê. 

Fisioterapia preparo de Parto

A abordagem da fisioterapia no preparo para o parto deve ser individualizada para a realidade de cada gestante.  A utilização de exercícios, complementado com o uso do EPINO, proporcionará um preparo do assoalho pélvico eficaz que permitirá melhor dinâmica na passagem do bebê e menos desconforto pré e pós o parto.

Fisioterapia

Uroginecológica

A desarmonia do sistema uroginecológico da mulher pode resultar em alterações que prejudicam, de forma importante, a qualidade de vida da mulher. Estados de incontinência urinária, fraqueza de assoalho pélvico, vaginismo, dores e desconfortos durante a relação sexual entre outros podem, em sua grande maioria, serem tratados com eficiência pela fisioterapia. Cada paciente deve ser avaliada individualmente e, depois, poderá ser montado uma estratégia para o tratamento mais eficaz visando resultados duradouros. 

 

A Osteopatia é uma ciência que se vale das mãos para promover o alívio imediato
de qualquer tipo de dor.

 

Que tal cuidar do seu corpo
e mente com a Caring Hands?

Entre em contato para agendar sua consulta!

Rua Vergueiro, 1353, conj, 1205 - Torre Norte

Paraíso, São Paulo/SP - CEP: 04101-000   

RE - 8880 - SP

Tel: 011 2323-2234

WhatsApp: 11 93244-6690

  • Acesso o Linkedin Caring Hands
  • Acesse o Instagram Caring Hands
  • Acesso o Facebook Caring Hands

Caring Hands Osteopatia - Todos os direitos reservados © 2019 por 2simplemkt.com